Especialidades

Conceito

é uma especialidade da medicina que estuda e trata as doenças relacionadas ao olho, à refração e aos olhos e seus anexos. O médico oftalmologista realiza cirurgias, prescreve tratamentos e correções para os distúrbios de visão. A oftalmologia tem várias sub-especialidades, entre elas a oftalmo-pediatria, a plástica ocular, doenças orbitárias, doenças das vias lacrimais, o estrabismo, o glaucoma, a cirurgia refrativa, retina,córnea, etc.

Diferentemente dos oculistas – que são os técnicos especializados em óptica, responsáveis por produzir e consertar lentes e óculos – os oftalmologistas são médicos que podem ter atuação tanto clínica como cirúrgica.
Por meio de diversas técnicas de exame, como a avaliação da acuidade visual, o grau dos óculos e o estado de saúde dos olhos com microscópios oculares e modernos aparelhos, os oftalmologistas são capazes de diagnosticar doenças

PRINCIPAIS TRATAMENTOS

CIRURGIA DE CATARATA

A Cirurgia de Catarata está cada vez mais rápida e acessível aos pacientes diagnosticados com a doença. O embaçamento do Cristalino (lente natural que temos) é um processo normal de envelhecimento.

TRATAMENTO DE CERATOCONE

Ceratocone é uma das doenças que atingem a córnea e não precisa ficar assustado ou assustada, pois existem diversos tratamentos muito eficazes para todas as fases. O principal sintoma é a visão distorcida e embaçada, tanto para perto quanto para longe. O ceratocone modifica a curvatura (espessura e ridigez) normal da córnea, tornando-a cônica (como um cone). Na sua fase inicial, em geral, o paciente apresenta um astigmatismo irregular, fazendo com que troque o grau com muita frequência.

PRINCIPAIS EXAMES

CONSULTA MÉDICA OFTALMOLÓGICA                                                ACUIDADE VISUAL (PAM) (LAUDO PARA CONCURSO)                BIOMETRIA ULTRASSÔNICA                                                              CAMPIMETRIA MANUAL                                                                                    CURVA TENSIONAL DIÁRIA                                                                    MAPEAMENTO DE RETINA                                                                    MICROSCOPIA ESPECULAR DA CÓRNEA                                        PAQUIMETRIA ULTRASSÔNICA                                                            RETINOGRAFIA                                                                                                      TESTE E ADAPTAÇÃO DE LENTE DE CONTATO                          TOMOGRAFIA DE COERÊNCIA ÓPTICA (OCT)                              TONOMETRIA DE APLANAÇÃO                                                  ULTRASSONOGRAFIA DO GLOBO OCULAR

Conceito

Simplificando, a pediatria é a especialidade médica que cuida da manutenção da saúde de crianças e adolescentes. O pediatra cuida de tudo que envolve a manutenção da saúde das crianças desde o período neonatal até aos 15 anos. Além do diagnóstico e indicação da conduta terapêutica mais adequada para cada caso, o campo de atuação do pediatra também engloba orientações e acompanhamento do crescimento, desenvolvimento, vacinação, aleitamento materno, alimentação e prevenção de acidentes.

TRATAMENTOS NA PEDIATRIA

Existe muitas subespecialidades na pediatria colocamos algumas para você conhecer um pouco mais

● Oncologia pediátrica;
● Cirurgia pediátrica;
● Cardiologia pediátrica;
● Endocrinologia pediátrica;
● Pneumologia pediátrica;
● Neurologia pediátrica;
● Gastroenterologia pediátrica;
● Infectologia pediátrica;
● Medicina Intensiva pediátrica;
● Nefrologia pediátrica;
● Nutrologia pediátrica;
● UTI pediátrica;
● Neonatologia pediátrica;
● Hebiatria;
● Hematologia e Hemoterapia pediátrica.

Conceito

Especialidade médica que cuida da saúde da mulher em todas as fases da vida, a ginecologia tem um papel importantíssimo tanto na prevenção como no tratamento de doenças relacionadas aos órgãos genitais femininos. Isso inclui vulva e vagina, colo do útero, útero, ovários, trompas e mamas.

Desde a puberdade, com a chegada da primeira menstruação, até a terceira idade, as mulheres devem realizar pelo menos uma consulta por ano com o ginecologista.  Esse especialista é quem vai tratar desde problemas como cólicas menstruais até patologias como endometriose, doenças sexualmente transmissíveis, problemas relacionados com a sexualidade, entre outros. É também o ginecologista que ajudará a mulher a escolher o melhor o método anticoncepcional de acordo com suas necessidades.

Principais Tratamentos

A ginecologia literalmente significa “a ciência da mulher”, mas na medicina é a especialidade que trata de doenças do sistema reprodutor feminino, útero, vagina e ovários. Quase todos ginecologistas atuais são também obstetras. Os principais problemas tratados com um ginecologista são:

  • Câncer dos órgãos reprodutivos incluindo ovários, tuba uterina, útero, vagina e vulva
  • Incontinência urinária
  • Amenorréia (ausência dos períodos menstruais)
  • Dismenorréia (períodos menstruais dolorosos – cólicas)
  • Infertilidade e fertilidade
  • Menorragia
  • Prolapso dos órgãos pélvicos
  • Cervicite / Corrimento / Infecção vaginal
  • Doença Inflamatória Pélvica
  • Cisto Ovariano
  • Mioma
Conceito

Especialidade médica voltada ao estudo, prevenção e tratamento de doenças que acometem o coração e os vasos sanguíneos, a Cardiologia está dividida em duas áreas: a Clínica (não invasiva) e a Invasiva. Os cardiologistas clínicos são os profissionais que realizam os atendimentos dos pacientes em consultórios para diagnosticar e orientar o tratamento das patologias que eles apresentam. Quando necessário, encaminham os pacientes para exames ou tratamentos que por sua vez podem demandar procedimentos invasivos (realizados pela Cardiologia Invasiva). “Isso pode incluir desde procedimentos hemodinâmicos (para diagnóstico e tratamento como cateterismo cardíaco e angioplastia), Eletrofisiologia Invasiva (para tratamento de arritmias)

As doenças do ritmo cardíaco podem provocar uma frequência cardíaca demasiado baixa, as chamadas bradiarritmias, ou demasiado elevada, as chamadas taquiarritmias. No caso das bradiarritmias, quando provocam sintomas ou põem em risco a vida do paciente, é necessário trata-las com a implantação de um pacemaker.

Conceito

É a especialidade que cuida do desenvolvimento do feto, além de prestar assistência à mulher nos períodos da gravidez e pós-parto (puerpério). No entanto, existem outros profissionais habilitados no cuidado ao ciclo gravídico puerperal do parto normal

É o conjunto de técnicas e conhecimentos empregados no cuidado de gestantes, parturientes, recém-nascidos e seus familiares. O objetivo é garantir a normalidade no nascimento das crianças e a qualidade de vida da mulher. Obstetrizes atendem às gestantes e, depois, às mães e aos recém-nascidos, durante o período neonatal

Conceito

Um Clínico Geral tem um conhecimento aprofundado dos órgãos, sistemas e aparelhos do corpo humano, faz diagnósticos, pede exames, prescreve medicamentos e realiza cirurgias.
Está sob as responsabilidades de um Clínico Geral receber e acompanhar clientes em consultórios, hospitais, clínicas, empresas, residências e em locais de urgência, conversar com o paciente para ouvir sua história médica, queixas e descrição dos sintomas, examinar, auscultar e apalpar o paciente para fazer o diagnóstico, realizar exames específicos da sua área de atuação como eletroencefalograma, eletrocardiograma, ultra-sonografia de determinados órgãos, vacinas de alergia, requisitar e analisar exames complementares de raios X, laboratoriais e de materiais colhidos pelo próprio médico como amostras de pele e de secreções, encaminhando pacientes a profissionais de outras especialidades, quando apropriado, mantendo contato frequente com outros especialistas que sejam necessários no tratamento de determinadas doenças.

Muitas vezes, ficamos em dúvida sobre qual especialista procurar quando estamos desconfiados de alguns sintomas. É por isso que a atuação do clínico geral é tão importante para a medicina, pois é esse o profissional que deve ser procurado como uma primeira atitude para cuidar da saúde e que tem aptidão e experiência em áreas abrangentes do corpo humano, como pele, coração, ossos, entre outros.

Uma consulta com clínico geral pode esclarecer dúvidas para entender melhor os sintomas e pode atender às seguintes necessidades: check-up, avaliação pré-operatória, dor de cabeça, avaliação para a realização de exercícios físicos, infecções, orientações sobre o uso de medicamentos e muito mais.

Conceito

A Geriatria é a especialidade médica que cuida da saúde da pessoa que envelhece. Trata de modo específico e individualizado os problemas de saúde e busca prevenir as doenças que podem acontecer durante o envelhecer, favorecendo a qualidade de vida. Os cuidados geriátricos devem também preparar as pessoas para que não temam a velhice e que se conscientizem do erro de muitos preconceitos associados ao envelhecimento. aprendendo a discernir o que é normal e anormal no processo de envelhecer.

O privilégio de poder viver tanto será acompanhado, entretanto, de um desafio: o de envelhecer com saúde. Tão fácil quanto encontrar um idoso é, infelizmente, encontrá-lo fragilizado por complicações de doenças crônicas não diagnosticadas, ou mal tratadas. Habitualmente são problemas que podem ser prevenidos e que afetam a autonomia e a independência, comprometendo a qualidade de vida.

Conceito
Alergologistas são médicos mais graduados em diagnosticar e tratar doenças alérgicas. O alergologista é o médico que concluiu com êxito um período de treinamento especializado em residência de Alergia e Imunologia e um período de treinamento em clínico geral e/ou pediatria, para estar qualificado para o diagnóstico e o tratamento de todas as doenças.

Principais Tratamentos:

  • História de alergia e exame físico;
  • Solicitação e interpretação de exames de laboratoriais relacionados com alergia e imunologia;
  • Testes cutâneos e de contato;
  • Testes de provocação para doença alérgica e imunológica;
  • Análise e aconselhamento relativo a alérgenos e irritantes ambientais ou transportados pelo ar ou ingeridos;
  • Realização e avaliação de testes de função pulmonar e testes de marcadores inflamatórios;
  • Imunoterapia específica com alérgenos e venenos;
  • Tratamento farmacológico de transtornos alérgicos e doenças relacionadas;
  • Estratégias de modificação ambiental para reduzir a exposição a alérgenos;
  • Terapia imunomoduladora;
  • Dessensibilização a medicamentos e alimentos;
  • Avaliação e tratamento de competência alérgica e imunológica;
  • Prevenção primária, secundária e terciária de doenças alérgicas;
  • Educação de pacientes, cuidadores e médicos de atendimento primário.

Importância do Alergologista

Os alergologistas são treinados em relação à prevenção, ao diagnóstico e tratamento dos problemas relacionados ao sistema imunológico, como as doenças alérgicas.  Estudos mostram que os pacientes em acompanhamento com um alergologista apresentam menor necessidade de procurar atendimento em pronto socorro, além de terem maior capacidade de lidar com sua condição no dia-a-dia.
Uma vez encaminhado ao alergologista, esse profissional realizará uma avaliação minuciosa. Todos os passos ajudarão na elaboração do diagnóstico correto. A partir daí, trabalhará na construção de um plano de tratamento, prescreverá os medicamentos mais adequados, será capaz de fazer recomendações quanto às medidas de controle ambiental necessárias e, principalmente, atuará na origem da doença, muitas vezes “libertando” o paciente da eterna dependência de medicamentos para manutenção da sua qualidade de vida.

Conceito

A Psicologia estuda os fenômenos psíquicos e de comportamento do ser humano por intermédio da análise de suas emoções, suas ideias e seus valores. O psicólogo diagnostica, previne e trata doenças mentais, distúrbios emocionais e de personalidade. Ele observa e analisa as atitudes, os sentimentos e os mecanismos mentais do paciente e procura ajudá-lo a identificar as causas dos problemas e a rever comportamentos inadequados.

Este profissional atua para a recuperação da saúde psicológica e física das pessoas, são responsáveis pela elaboração a aplicação dos testes psicológicos e pela construção de escalas que buscam compreender os mais diversos processos mentais

Principais Tratamentos:

  • Transtornos de ansiedade
  • Síndrome do pânico
  • Fobia
  • Estresse pós-traumático
  • Transtorno obsessivo compulsivo
  • Distúrbio de ansiedade generalizada
  • Terapia de casal
  • Dificuldades em relacionamentos afetivos
  • Anorexia
  • Bulimia
  • Compulsão alimentar
  • Depressão

A importância do psicólogo é ajudar a corrigir os pensamentos disfuncionais (errôneos) que estão gerando problemas ao indivíduo e fazer com que desenvolva meios eficazes para enfrentá-los. Para isso serão utilizados técnicas cognitivas comportamentais.

Conceito

A Psicologia estuda os fenômenos psíquicos e de comportamento do ser humano por intermédio da análise de suas emoções, suas ideias e seus valores. O psicólogo diagnostica, previne e trata doenças mentais, distúrbios emocionais e de personalidade. Ele observa e analisa as atitudes, os sentimentos e os mecanismos mentais do paciente e procura ajudá-lo a identificar as causas dos problemas e a rever comportamentos inadequados.

Este profissional atua para a recuperação da saúde psicológica e física das pessoas, são responsáveis pela elaboração a aplicação dos testes psicológicos e pela construção de escalas que buscam compreender os mais diversos processos mentais

Principais Tratamentos:

  • Transtornos de ansiedade
  • Síndrome do pânico
  • Fobia
  • Estresse pós-traumático
  • Transtorno obsessivo compulsivo
  • Distúrbio de ansiedade generalizada
  • Terapia de casal
  • Dificuldades em relacionamentos afetivos
  • Anorexia
  • Bulimia
  • Compulsão alimentar
  • Depressão

A importância do psicólogo é ajudar a corrigir os pensamentos disfuncionais (errôneos) que estão gerando problemas ao indivíduo e fazer com que desenvolva meios eficazes para enfrentá-los. Para isso serão utilizados técnicas cognitivas comportamentais.

Conceito

Urologia é uma especialidade cirúrgica da medicina que trata do trato urinário de homens e de mulheres e do pênis dos homens. Os médicos que possuem especialização nesta área são os urologistas, sendo treinados para diagnosticar, tratar e acompanhar pacientes com distúrbios urológicos. Os órgãos estudados pelos urologistas incluem os rins, ureteres, bexiga urinária, uretra e os órgãos do sistema reprodutor masculino (testículos, epidídimos, ducto deferente, vesículas seminais, próstata e pênis). As adrenais acabaram entrando na especialidade devido ao aspecto cirúrgico das doenças tumorais das supra-renais. Quando tem indicação cirúrgica de tumor de supra-renal o endocrinologista encaminha para o urologista.

Subespecialidades urológicas

1. Urologia oncológica

A oncologia urológica diz respeito ao diagnóstico e tratamento cirúrgico de doenças genitourinárias malignas como câncer de próstata, câncer de bexiga, câncer de rim, câncer de ureter, câncer de testículos e câncer de pênis, câncer de adrenal, bem como a pele e tecido subcutâneo e músculo e fascia dessas áreas e áreas relacionadas de oncologia, como tratamento de obstruções urinárias causadas por câncer ginecológicos, abdominais e outros pélvicos.

As técnicas minimamente invasivas, tais como: laparoscopia, endourologia, cirurgia assistida por robótica podem ser utilizadas, preferencialmente, para manejo de cânceres urológicos passíveis de tratamento cirúrgico.

Alguns desses canceres estão entre os mais frequentes em homens e mulheres.

O câncer de próstata é a neoplasia maligna sólida mais frequentemente diagnosticada no Brasil.

2. Andrologia

A andrologia se concentra no sistema reprodutor masculino.

Trata-se, principalmente, das disfunções sexuais masculinas, tais como: disfunção erétil (a chamada impotência sexual), distúrbios ejaculatórios (como: ejaculação precoce), além de infertilidade masculina, e distúrbios relacionados com a deficiência da testosterona. Uma vez que a sexualidade masculina é, amplamente, controlada por hormônios, a andrologia se sobrepõe à endocrinologia. A cirurgia neste campo inclui procedimentos de fertilização, reversões de vasectomia e implantação de próteses penianas, terapia de reposição de testosterona (a chamda TRT). As vasectomias também podem ser incluídas aqui, embora a maioria dos urologistas realize este procedimento.

3. Endourologia

Endourologia é o ramo da urologia que lida com a manipulação endoscópica do trato urinário. Através de câmeras rígidas ou flexíveis são realizados procedimentos e cirurgias por endoscopia do trato urinário. A endourologia cresceu, recentemente, pois apresenta uma alternativa preferencial às antigas cirurgias abertas, que resultavam em maior trauma cirúrgico e maior tempo de recuperação. Ao contrário da cirurgia aberta, a endourologia é realizada usando câmeras pequenas e instrumentos inseridos no trato urinário. A cirurgia transuretral foi a pedra angular da endourologia. A maior parte do trato urinário pode ser alcançada através da uretra, possibilitando a cirurgia da próstata, cirurgia de tumores do urotélio, cirurgia de pedras e procedimentos simples ureterais e uretrais, com auxilio de fontes de energia e laser. Recentemente, a adição de laparoscopia e robótica incrementou ainda mais este ramo da urologia.

4. Laparoscopia

A laparoscopia é um ramo em rápida evolução da urologia e substituiu alguns procedimentos cirúrgicos abertos. A cirurgia laparoscópica da próstata, rim e ureter assistida ou não por robô, vem expandindo esse campo. Hoje, muitas prostatectomias no Brasil são realizadas pela chamada assistência robótica. Isso criou controvérsia, no entanto, como a robótica aumenta consideravelmente o custo da cirurgia e o benefício para o paciente pode ou não ser proporcional ao custo extra. Além disso, a situação atual do mercado para a aquisição de equipamentos robotizados é um monopólio de fato de uma empresa de capital aberto, o que alimenta a controvérsia de custo-eficácia. Outras empresas de tecnologia em saúde estão em produção e estudos de alternativas robóticas.

A urologia é uma das especialidades pioneiras no uso da laparoscopia cirúrgica. No início dos anos 1990, o primeiro rim foi removido por laparoscopia. Na década subsequente, a prostatectomia radical laparoscópica se tornou padronizada em grandes centros urológicos mundias.

5. Neurourologia

Neurourologia diz respeito ao controle do sistema nervoso do sistema genitourinário e de condições que causam micção anormal. Doenças neurológicas e distúrbios tais como acidente vascular cerebral, esclerose múltipla, doença de Parkinson e lesão da medula espinhal podem resultar em problemas no trato urinário inferior e resultar em condições como a incontinência urinária, hiperatividade do detrusor, retenção urinária e disssinergia do esfíncter detrusor. Estudos urodinâmicos desempenham um importante papel de diagnóstico na neurourologia. Terapia para distúrbios do sistema nervoso inclui auto-cateterismo intermitente limpo da bexiga, medicamentos anticolinérgicos, injeção de toxina botulínica na parede da bexiga. Além de abordar os distúrbios da micção dolorosa, tais como: síndrome da bexiga dolorosa também conhecida como cistite intersticial.

6. Urologia pediátrica

A urologia pediátrica diz respeito a distúrbios urológicos em crianças. Tais distúrbios incluem criptorquidismo (testículos não localizados na bolsa escrotal), anormalidades congênitas do trato geniturinário, enurese noturna, genitália ambígua (devido ao crescimento tardio ou atrasada da puberdade, muitas vezes um problema endocrinológico) e refluxo vesicoureteral

7. Urologia reconstrutiva e Trauma urológico

A urologia reconstrutiva é um campo altamente especializado de urologia que restaura a estrutura e a função ao trato genitourinário. Procedimentos de próstata, histerectomias completas ou parciais, traumatismos (acidentes automobilísticos, ferimentos de bala, acidentes industriais, lesões em estradas, etc.), doenças, obstruções e estreitamentos (por exemplo, estenose uretral) e, ocasionalmente, parto, podem requerer cirurgia reconstrutiva. A bexiga urinária, os ureteres (os tubos que levam urina dos rins à bexiga) e genitais são outros exemplos de urologia reconstrutiva.

Conceito

 

​Pneumologia é a especialidade médica que estuda o sistema respiratório, principalmente as vias respiratórias inferiores (traqueia e brônquios), pulmões e pleura (tecido que recobre os pulmões). Além dessas regiões, os pneumologistas também avaliam o mediastino (área do corpo que se situa entre os pulmões).

Os pacientes devem procurar um pneumologista sempre que forem notados sintomas como chiadeira ou sibilância (som parecido com um assobio) no peito, além de excesso de cansaço ou falta de ar. Quem costuma roncar muito ou apresenta tosse mais prolongada também deve buscar a ajuda do médico. Os fumantes principalmente aqueles acima de 40 anos e pacientes com doença respiratória crônica também devem procurar a assistência de um especialista.
PRINCIPAIS DOENÇAS RESPIRATÓRIAS
– Falta de ar;
– Cansaço;
– Tosse;
– Catarro;
– Enfisema;
– Asma;
– Bronquite;
– Nódulo pulmonar.
Para complementar a consulta, o médico poderá pedir exames, como espirometria, radiografia de tórax e tomografia de tórax.
Conceito

O infarto acontece quando o fluxo nos vasos sanguíneos é prejudicado, seja por obstrução ou rompimento. Essa também é a causa do AVC (acidente vascular cerebral), popularmente conhecido como derrame cerebral.

O Cirurgião  Vascular é o médico responsável  pelas doenças  que acometem os sistemas arterial, venoso e linfático. Embora seja conhecido mais pelo tratamento de varizes, vasinhos, microvarizes e teleangiectasias, isso é apenas uma parte dessa ampla especialidade e se deve ao fato das varizes serem muito prevalentes em nossa população e possuirem um aspecto estético importante.

O angiologista é o médico responsável pelas doenças clínicas vasculares que não necessitam de cirurgia. Porém é muito difícil separar uma especialidade de outra. Inicialmente porque o paciente que procura o médico não saberá dizer se a conduta será cirúrgica ou não, isso caberá ao médico decidir. Portanto as duas subespecialidades estão intimamente relacionadas, sendo o cirurgião vascular apto a tratar clínicamente das doenças vasculares não cirúrgicas.

O Cirurgião Vascular que possui também titulação para exercer a Cirurgia Endovascular pode utilizar-se de recentes técnicas minimamente invasivas para realizar procedimentos cirurgicos. As novas técnicas endovasculares fornecem uma perspectiva diferente para os pacientes, com tempo de recuperação mais rápido, incisões menores ou ausentes, menos tempo de UTI, internações mais rápidas e outras vantagens.

SISTEMA ARTERIAL:

O sistema arterial é frequentemente acometido por aterosclerose, que é uma doença evolutiva (surge com a idade) e progressiva. As artérias que apresentam aterosclerose tornam-se estreitas e endurecidas, podendo haver bloqueio da passagem do sangue, levando à isquemia dos tecidos. Isto pode acontecer no coração (infarto do miocárdio), nas pernas (doença arterial obstrutiva periférica) e também nas artérias do pescoço, as carótidas, acarretando isquemia cerebral, que pode ser transitória (AIT – ataque isquemico transitório) ou definitiva (AVC – acidente vascular cerebral). As artérias também podem se dilatar, formando aneurismas, que são potencialmente graves, pois a dilatação do vaso enfraquece a parede com a possibilidade de rompimento do vaso e consequente hemorragia, o chamado aneurisma roto. O aneurisma mais comum é o da aorta abdominal.

Conceito

nutricionista é um profissional de saúde com no mínimo uma graduação de 4 a 6 anos de estudos exclusivamente voltada a alimentação humana, forma-se com um olhar generalista, humanista e crítico.

Esse profissional também visa à segurança alimentar e à atenção dietética, em todas as áreas do conhecimento em que a alimentação e nutrição se apresentem fundamentais para a promoção, manutenção e recuperação da saúde e para a prevenção de doenças de indivíduos ou grupos populacionais. Sua atuação contribui para a melhoria da qualidade de vida e deve ser pautada em princípios éticos, com reflexões sobre a realidade econômica, política, social e cultural do país.

Os nutricionistas não devem ser confundidos com os médicos nutrólogos, estes formados em Medicina e com pós-graduação ou residência na área de Nutrologia. Com especialização em doenças provocadas pela alimentação inadequada, o nutrólogo realiza diagnósticos, prescreve dietas parenterais e enterais, cuida de doenças alimentares através de medicamentos, suplementos alimentares ou formulações entre outros que necessitem de intervenção médica.

ALGUNS PROBLEMAS CORRIGIDOS PELA BOA ALIMENTAÇÃO

  • Aspectos teciduais (pele, cabelos, unhas, celulite e gorduras localizadas)
  • Sono ruim, sonolência ao longo do dia, queda de energia, despertar noturno, insônia e depressão;
  • Stress, ansiedade, irritação, alteração de humor e compulsão alimentar
  • Dores de cabeça, problemas com a memória e concentração;
  • Inchaço e problemas circulatórios;
  • Alergias (respiratórias, pele)
  • Alergias e intolerâncias alimentares
  • Sintomas gastrointestinais (má digestão, gastrite, azia, refluxo, constipação, gases, empachamento e diarreia)
  • Fungos (candidíase), bactérias (cistite)
  • Imunidade ruim
  • Doenças autoimunes
  • Dores articulares e musculares
  • Sobrepeso e obesidade
  • Dificuldades no ganho de massa magra
  • Patologias como câncer, hipercolesterolemia, esteatose hepática, síndrome do ovário policístico, resistência a insulina, diabetes, hipotireoidismo, entre outras.
Conceito

O fonoaudiólogo é um profissional de Saúde, com graduação plena em Fonoaudiologia, que atua de forma autônoma . É responsável pela promoção da saúde, prevenção, avaliação e diagnóstico, orientação, terapia (habilitação e reabilitação) e aperfeiçoamento dos aspectos fonoaudiológicos da função auditiva periférica e central, da função vestibular, da linguagem oral e escrita, da voz, da fluência, da articulação da fala e dos sistemas miofuncional, orofacial, cervical e de deglutição. Exerce também atividades de ensino, pesquisa e administrativas.

Conceito

A Neurologia é a especialidade que se dedica ao diagnóstico e tratamento das doenças que afetam o sistema nervoso (cérebro, tronco encefálico, cerebelo, medula espinhal e nervos) e os componentes da  junção neuromuscular (nervo e músculos).
As doenças mais comuns tratadas pelo neurologista são:

  • Cefaleias ou dores de cabeça
  • Distúrbios do sono (insônia, excesso de sono, sono não restaurador, ronco, apneia do sono)
  • Doenças cérebro-vasculares (AVC) ou “derrames”
  • Distúrbios do movimento (como tremores, tics e doença de Parkinson)
  • Demências (como doença de Alzheimer)
  • Doenças desmielinizantes (como a Esclerose Múltipla)
  • Neuropatias periféricas (como a diabética)
  • Doenças musculares e de junção (como a Miastenia Gravis)
  • Desmaios, crises convulsivas e epilepsias
  • Tonturas e vertigens
  • Infecções do sistema nervoso (como meningites e encefalites)
  • Tumores
  • Doenças degenerativas
  • Déficit de atenção e hiperatividade
  • Formigamentos, perda de memória, confusão, perda de força, alteração na visão, mudança de comportamento, etc
Conceito

O Otorrinolaringologista é o médico que trata das doenças dos ouvidos, nariz e garganta, muitas vezes chamado apenas de “otorrino”.
Os sinais e sintomas mais comuns dessas doenças são:

  • Obstrução nasal
  • Dor de cabeça (cefaléia)
  • Dor na face
  • Secreção nasal
  • Sangramento nasal (epistaxe)
  • Dificuldade auditiva/surdez
  • Zumbido
  • Tontura
  • Secreção no ouvido (otorréia)
  • Sangramento no ouvido (otorragia)
  • Dor de ouvido (otalgia)
  • Dor de garganta
  • Rouquidão (disfonia)
  • Roncos

A avaliação do Otorrinolaringologista (Otorrino) é muito importante para o correto diagnóstico e tratamento das doenças que se manifestam com esses sinais e sintomas. O tratamento pode ser tanto cirúrgico quanto clínico, dependendo da doença e de cada caso especificamente.
As principais doenças são:

  • Rinites
  • Sinusites
  • Desvio do septo nasal
  • Polipose nasal
  • Distúrbios do sono (apnéia)
  • Diminuição da acuidade auditiva/surdez
  • Otites
  • Amigdalite/faringite
  • Paralisia facial
  • Distúrbios da deglutição
  • Alterações das pregas vocais
  • Distúrbios do labirinto
Conceito

A dermatologia é a especialidade médica que cuida do maior órgão do corpo humano – a pele. Tem foco no diagnóstico, prevenção e tratamento de doenças na pele, pelos, mucosas, unhas e cabelos, perda (dos) pelos ou unhas e manchas que causam coceiras.

Tratamento
Dermatite Seborréica
A dermatite seborreica causa inflamação na pele, gerando escamação e vermelhidão no rosto. É uma doença crônica, havendo momentos de melhora e piora no quadro. Pode ter origem genética, ou ser desencadeada por alergias, estresse ou alterações climáticas.

Melasma
O melasma se caracteriza pelo surgimento de manchas escuras na pele, que podem aparecer no rosto, braços ou colo. Não existe causa definida, mas muitas vezes se relaciona com o uso de anticoncepcionais, gravidez e exposição solar.

Acne
A acne se desenvolve quando os poros da pele ficam obstruídos por células mortas, excesso de sebo, ou bactérias. A acne se manifesta com maior frequência no rosto, pescoço, busto, costas e ombros. O diagnóstico é feito através de exame clínico do dermatologista, e o quadro clínico da acne é divido em cinco graus diferentes, de acordo com o aspecto da lesão e da inflamação.

Herpes
Herpes é causada por um vírus, e aparece como pequenas bolhas transparentes. É uma doença contagiosa e benigna, que costuma se manifestar em períodos de baixa imunidade, estresse ou infecções. O tratamento deve ser iniciado tão logo comecem os primeiros sintomas.

Foliculite
A foliculite ocorre quando há infecção dos folículos pilosos. Pode ser superficial ou profunda, mas os sintomas geralmente são: pequenas erupções vermelhas, com ou sem pus, que causam coceira e deixam a região sensível.

Dermatite de Contato
A dermatite de contato é uma reação inflamatória que ocorre após a exposição a um componente que causa alergia ou irritação. Os sintomas podem variar quanto a característica e duração da crise, mas geralmente produz uma erupção vermelha que deixa a pele seca e áspera.

Câncer de Pele
O câncer de pele é o tumor maligno de células que compõe a pele. Existem diversos tipos de câncer de pele, e os primeiros sinais podem se assemelhar a pintas ou eczemas. É importante conhecer bem sua pele, e ao detectar qualquer irregularidade realizar um exame clínico com dermatologista que será capaz de diagnosticar o caso e buscar o melhor tratamento.

Hanseníase
A hanseníase é uma doença infecciosa causada por uma bactéria. É curável, desde que o tratamento seja seguido conforme indicação do dermatologista.
A transmissão se dá através do contato íntimo e contínuo com um infectado que não esteja em tratamento. Os primeiros sintomas podem aparecer na pele, olhos e tecidos do interior do nariz. Aparecem manchas de cor parda, nas quais ocorrem perda de sensibilidade da pele, de pelos e ausência de transpiração.

Psoríase
A psoríase é uma doença de pele crônica e não contagiosa. Os sintomas aparecem e desaparecem periodicamente. Pode ter causas relacionadas ao sistema imunológico, interações com o meio ambiente ou genéticas. Os sintomas variam desde manchas vermelhas, a pele ressecada com coceira, queimação e descamação.

Micose
A micose é uma infecção causada por fungo que pode atingir a pele, unha ou cabelos. Os fungos estão presentes em nosso organismo, mas se reproduzem ao encontrar condições favoráveis, como umidade, calor, uso de antibióticos e baixa de imunidade. A micose se caracteriza pelo surgimento de descamação, perda pelos ou unhas e manchas que causam coceiras.

Vitiligo
O Vitiligo causa a perda da coloração da pele. Não é contagioso e não traz prejuízos a saúde física, mas pode causar impacto na qualidade de vida, e na autoestima.

AGENDE A SUA CONSULTA COM NOSSOS ESPECIALISTAS

(11) 2014-4599